It: a coisa é um marco no terror ou é superestimado pelos comentados “cenas em excesso e sem sentido” do Stephen King?

It: a coisa é um marco no terror ou é superestimado pelos comentados “cenas em excesso e sem sentido” do Stephen King?

Eu amo a escrita do King. Apesar de realmente seus textos serem “inchados”, por vezes, eu consigo passar por cima disso porque ele sabe entreter com as palavras. Sem contar que eu considero a criação de personagens interessantes uma de suas maiores forças.

No caso do livro IT isso ocorre. Há vários personagens memoráveis no “Losers Club”. O grande problema da história para mim é a parte final do livro. Nada contra a mitologia do King, mas o final desse livro em específico contém aquela cena polêmica que eu considero absolutamente desnecessária e que estragou um pouco o livro. Não fez sentido, e me deu a impressão de que estava lá só para isso: criar mal estar no leitor. Se você tira essa cena, a história fica intacta.

Mas tem uma coisa: IT é para quem gosta do absurdo, e para quem gosta do absurdo que o King oferece. Não é para todos.

1 curtida

Eu realmente não gostei de IT

1 curtida